Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/12502
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorFreitas, Rodrigo
dc.contributor.authorConaco, Leandro José
dc.coverage.spatialTubarão - SCpt_BR
dc.date.accessioned2020-08-08T14:52:46Z
dc.date.accessioned2020-12-09T17:17:50Z-
dc.date.available2020-08-08T14:52:46Z
dc.date.available2020-12-09T17:17:50Z-
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/12502-
dc.description.abstractO desenvolvimento de estágio é de extrema importância para a formação de estudantes na graduação, pois propicia a interação com profissionais capacitados, alunos de diferentes cursos, mestrandos, dentre outros, dependendo do contexto. Para graduandos em Ciências Biológicas (bacharelado), o estágio é uma forma de familiarizar-se com a profissão na prática e passar a enxergá-la como algo real e não abstrato. Isso é muito importante, visto que a falta de perspectiva em relação à profissão é uma das maiores causas de evasão do curso em questão. Dentre as diversas possibilidades de estágio para estudantes de biologia, estão os grupos de estudo e pesquisa relacionados às Ciências do Mar, sobretudo os que trabalham com organismos bênticos. Neste contexto, objetivou-se a realização do estágio obrigatório no Laboratório de Ciências Marinhas da Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL), devido à necessidade de preservação e conhecimento da fauna bêntica marinha. Além disso, buscou-se do desenvolvimento de atividades que contribuíssem para uma formação integral do estagiário, através do ensino e da prática. Ao longo do estágio foi proposto um projeto de intervenção, visando um uso mais racional do formaldeído utilizado na fixação de amostras. A proposta passou por alterações, como tentativa de adaptação à situação de isolamento social acarretada pela pandemia de coronavírus, que em determinado momento impossibilitou a realização do estágio de maneira presencial. Posteriormente, com a retomada das atividades, outros problemas também impossibilitaram a aplicação da proposta de intervenção, porém, mesmo assim, foi possível a realização de atividades relacionadas ao laboratório e seu dia-a-dia, o que me ajudou na aquisição de conhecimentos, ampliação de contatos, sistematização de experiências, ampliação de perspectiva profissional, dentre outros pontos importantes.pt_BR
dc.format.extent37 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.relation.ispartofCiências Biológicas Bacharelado - Tubarãopt_BR
dc.rightsAttribution-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nd/3.0/br/*
dc.subjectBêntospt_BR
dc.subjectResíduospt_BR
dc.subjectFormaldeídopt_BR
dc.titleRelatório final de estágio obrigatório IIpt_BR
dc.typeRelatório de Estágiopt_BR
local.subject.areaCiências Biológicaspt_BR
local.author.cursoCiências Biológicas - Bachareladopt_BR
local.author.unidadeUNISUL / Tubarãopt_BR
Aparece nas coleções:Ciências Biológicas- Bacharelado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Leandro. RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO II. Segunda Versão.pdf912.09 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons