Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/13803
Título: Discoespondilite em cão: relato de caso
Autor(es): Martins, Ana
Orientador: Balsini, Jairo
Tipo de material: Estudo de Caso
Data: 30-Jun-2021
Palavras-chave: Discoespondilite
Neurologia
Medula espinhal
Infecção
Modalidade de acesso: Acesso aberto
Resumo: A discoespondilite é uma doença infecciosa que afeta os discos intervertebrais e as extremidades adjacentes dos corpos vertebrais. Normalmente, é oriunda de uma infecção disseminada por via hematógena e os agentes bacterianos são os mais frequentes, entretanto, pode ocorrer devida a infecções fúngicas, parasitárias ou migração de corpos estranhos. Os principais sinais clínicos evidenciados na discoespondilite são a hiperestesia paravertebral, alterações da marcha do animal ou relutância ao movimento. O diagnóstico dessa afecção, geralmente é concluído com a utilização de exames de imagem como a radiografia, contudo, a determinação do agente pode ser adquirida por meio de cultura de material discal, hemocultura ou urocultura. Podem ser utilizados outros exames de imagem avançada como a tomografia computadorizada e ressonância magnética para melhor avaliação da extensão das lesões e o envolvimento dos tecidos adjacentes. O tratamento clínico deve ser realizado com base em cultura e TSA, mas, de forma empírica, as cefalosporinas de primeira geração são frequentemente utilizadas. Este trabalho tem como objetivo, relatar o caso de uma canina, 5 anos, a qual foi diagnosticada com discoespondilite após exames clínicos e de imagem. Optou-se pelo tratamento medicamentoso e o animal encontra-se sem manifestação dos sinais característicos dessa afecção.
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC2 ANA LÚCIA MACHADO MARTINS. RELATO DE CASO.pdf269.62 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons