Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/17503
Título: Desintegração territorial da Grã-Colombia
Autor(es): Moreno Pianaro, Giovanni
Orientador: Patrick Traumann, Andrew
Tipo de material: Monografia
Data: 29-Jun-2021
Palavras-chave: Bolívar
Congresso
Constituição
Independência
Santander
Modalidade de acesso: Acesso aberto
Resumo: A Grã-Colômbia, que durou pouco mais de uma década, encontrou seu desmantelamento territorial por motivações internas mais do que externas, essa foi, portanto, uma decisão tomada por grande parte dos grupos de poder à época. Mas em que momentos essa decisão torna-se evidente, em que medida os países que dariam lugar a Grã-Colômbia estavam de acordo com tais projetos? Aqui então objetiva-se responder a essas questões e apresentá-las de modo satisfatório para a resolução das mesmas. Através da junção das literaturas mais relevantes produzidas por importantes estudiosos sobre o tema decorre-se sobre os fatos que se sucederam de forma cronológica, com o objetivo de enxergar o desmantelamento do grande país como um processo decisório. Além de observar quais lideres estavam mais engajados no processo, em quais posicionamentos e com que poder se encontravam que lhes seria permitido, ou não, levar à diante seus objetivos de criar uma América independente de forma conjunta ou individual. A criação de três novos países de forma quase simultânea não se deu por forças exógenas imperialistas, mas tampouco fora possível chegar a um acordo interno de imediato, há então importantes considerações sobre o poder dos discursos, do militarismo, e da diplomacia para que seja possível entender o fim do poder de Bogotá sobre suas próprias províncias longínquas.
Aparece nas coleções:Relações Internacionais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Monografia - Giovanni Moreno Pianaro.pdf1.27 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons