Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/18701
Título: Avaliação da percepção e o grau de preparo de professores em escolas públicas acerca da educação sexual e reprodutiva para adolescentes em uma cidade do Sul de Santa Catarina
Autor(es): Consoli, Carla
Mazzuco, Eliane
Orientador: Mazzuco, Eliane
Tipo de material: Artigo Científico
Data: 26-Nov-2021
Palavras-chave: Educação Pública
Saúde Pública
Professores
Adolescentes
Educação Sexual
Gênero
Sexualidade
Reprodução
Modalidade de acesso: Acesso embargado
Resumo: Introdução: A adolescência, como um período muito importante no desenvolvimento do ser humano, acata mudanças biológicas, psicossociais e culturais. Já a sexualidade compreende o crescimento do ser associado ao aprendizado pessoal e sociocultural, no qual aborda o prazer e a qualidade de vida. Essas duas etapas concomitantes, com a devida orientação, permitem ao jovem explorar ao máximo suas inseguranças, medos e curiosidades, através da educação sexual e reprodutiva, por meio de um trabalho planejado, sistemático e contínuo. Sendo assim, o papel da escola e do professor na educação fundamental são imprescindíveis para criar um espaço seguro e confiável aos alunos. O presente estudo teve como objetivo avaliar a percepção e o preparo de profissionais da educação básica acerca da educação sexual e reprodutiva dos adolescentes. Métodos: Estudo transversal, realizado por meio da aplicação de questionário online em 136 professores da rede pública de ensino em um município do estado de Santa Catarina. Resultados: Verificou-se que 50,5% dos professores sentem-se capazes de orientar os alunos com relação a adolescência e 63,6% acham que compete a escola essa abordagem. Entretanto, apenas 30,8% acham-se capazes de abordar o tema educação sexual e 65,4% nunca receberam capacitação sobre o assunto. O perfil sociodemográfico dos professores pesquisados foi 72% de mulheres, sendo 91,6% brancas, 92,5% heterossexuais e 64,5% católicos, em que 40,2% atuam na área há 11 anos. Conclusões: O perfil dos participantes foi mulheres, brancas, católicas, tendo tempo de magistério superior há 11 anos. O estudo evidência preparo dos professores acerca da educação sexual e reprodutiva, mas que se sentem inseguros e necessitados de uma capacitação contínua.
Aparece nas coleções:Medicina

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC - Carla de Mello Consoli.docx
  Until 2026-08-31
241.99 kBMicrosoft Word XMLVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons