Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/22142
Título: Dor muscular tardia em praticantes de exercícios resistido para hipertrofia muscular
Autor(es): SIlva, Willian
Orientador: Ouriques, Erasmo
Tipo de material: Artigo Científico
Data: 1-Dez-2021
Palavras-chave: Dor mucular tardia
Hipertrofia muscular
Exercícios resistido
Modalidade de acesso: Acesso aberto
Resumo: Introdução: O treinamento resistido pode ser definido como exercício físico regular, sistemático e controlado que inclui o recrutamento muscular (contração muscular) para manter ou mover-se contra a resistência de um determinado exercício. A dor muscular tardia (DMT) é um dos desconfortos mais comuns durante o exercício e pode ocorrer em qualquer músculo esquelético. Essa situação costuma ser mais comum em pessoas que descansam por muito tempo, mudam de intensidade e tamanho, ou realizam diferentes exercícios e reiniciam o treinamento. Objetivo: analisar, através de uma revisão bibliográfica, qual a relação da dor muscular tardia para hipertrofia muscular em praticantes de exercícios resistidos. Metodologia: Trata-se de um artigo de cunho bibliográfico e qualitativo. Sendo uma pesquisa descritiva e exploratória. Foi utilizado o método de pesquisa longitudinal, onde foram verificados e selecionados os artigos e documentos científicos e bibliográficos publicados preferencialmente no idioma português por ser a língua nativa do autor. Resultados: A dor muscular tardia não é um parâmetro de avaliação da qualidade do treinamento e, portanto, não é um parâmetro de avaliação da resposta à hipertrofia muscular. Conclusão: A dor muscular tardia não explica e nem potencializa a hipertrofia muscular, logo não deveria ser um fator determinante, sendo assim qualquer efeito anabólico que vêm junto com a dor muscular tardia seria apenas adicional, mas não determinístico a hipertrofia muscular.
Aparece nas coleções:Educação Física- Bacharelado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo Willian Silva.pdf88.47 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons