Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/3132
Título: O papel do exercício físico aeróbio na prevenção das alterações do sistema nervoso central em modelo animal de Sepse
Autor(es): Bussmann, Regina Maldonado
Orientador: Comim, Clarissa Martinelli
Tipo de material: Dissertação
Data: 2016
Palavras-chave: Sepse
SNC
Exercício físico
Estresse oxidativo
Modalidade de acesso: Acesso aberto
Resumo: Introduction: Sepsis is determined as a sistemic inflamatory response syndrome (SIRS) followed by an infecction, evidenced or not. Even after discharge, sepsis survivors have high mortality index and may develop long term cognitive impairment. Articles show that exercise act positively on cognitive behavior considering angiogenesis, neurogenesis and sinaptogenesis as well as like atennuation on memory dammage by depleted or downregulation of MDA and carbonils in hipocampos and córtex préfrontal córtex. Objetive: The aim of this study was analise the effects of moderate physical exercise treadmill program on preventions of alterations on CNS in an sepsis animal model. Methodology: This study use black male mice C57BL/6 (28 days, between 20-25 g). The animals were submitted to moderate physical exercise treadmill program during 8 weeks. Completing 88 days before sepsis induccion by LPS were aleatorally distribueted in groups(n = 10): 1) PBS + not exercitaded; 2) PBS + exercitaded; 3) LPS + not exercitaded; 4) LPS + exercitaded. After 10 days mice did the memory tests and after executed, and having samples of córtex pré-frontal, estriatum, hipocampus, cerebellum and córtex to avaliations based on levels of MDA, carbonils and free-thios. Results: The LPS + exercited didn’t show long term cognitive impairmentand and show smaller MDA concentrations on córtex total, hipocampus, estriatum e cerebellum; downregulated carbonils in córtex total and hipocampus and upregulated levels of free thiois in córtex pré-frontal e córtex total, when compared to LPS + not exercited group. Conclusions: Beyond performance of this training program was observed that memory and learning were preserved was partially explain for the bioquimics results when compared to not exercised group. We suggest new researches to verify how exercise effects may influence other patterns to better understand the power of this intervention Sugerem-se novas pesquisas para verificar a atuação do exercício em outras vias e cascatas metabólicas e compreender melhor o alcance desta intervenção.
Introdução: Sepse é conceituada como uma síndrome da resposta inflamatória sistêmica (SIRS) decorrente de infecção, sendo esta comprovada ou não. Mesmo após a alta, os pacientes sobreviventes a sepse apresentam elevada taxa de mortalidade e comprometimento de algumas funções cognitivas. Estudos demonstram a influência positiva do exercício regular no funcionamento cognitivo cerebral favorecendo angiogênese, neurogenese e sinaptogenese assim como atenuação do prejuízo sobre a memória de memória de longo e curto prazo pela erradicação ou diminuição de peroxidação lipídica em hipocampo e córtex pré-frontal. Objetivo: Avaliar os efeitos de um protocolo de exercício físico aeróbio na prevenção de alterações no SNC em um modelo animal de sepse. Métodos: Foram utilizados camundongos machos C57BL/6 com 28 dias, entre 20-25 g. Os animais foram submetidos a um protocolo de exercício físico aeróbio moderado por oito semanas. Aos 88 dias após a indução de sepse por LPS, os animais foram distribuídos nos seguintes grupos (n = 10): 1) PBS + não exercitado; 2) PBS + exercitado; 3) LPS + não exercitado; 4) LPS + exercitado. Depois de 10 dias os camundongos foram submetidos aos testes de memória e aprendizado. Após os testes comportamentais, os animais foram sacrificados sendo o córtex pré-frontal, estriado, hipocampo, cerebelo e córtex removidos e armazenados para análises posteriores de peroxidação lipídica e carbonilação de proteínas e tióis livres. Resultados: O grupo LPS + exercitado não apresentou comprometimento da memória e do aprendizado e apresentou menores concentrações de MDA no córtex total, hipocampo, estriado e cerebelo; proteínas carboniladas diminuídas em córtex total e hipocampo e aumentadas concentrações de tióis livres em córtex pré-frontal e córtex total, quando comparados com LPS + não exercitados. Conclusão: A realização do exercício aeróbio moderado preserva a função cognitiva (memória e aprendizado) em insultos sépticos, e a redução do dano oxidativo, parece mediar pelo menos em parte o efeito do exercício físico.
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Regina.pdfDissertação Regina Maldonado Bussmann1.64 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir
Regina_Maldonado_Bussmann.pdfContrato de Cessão de Direitos Autorais757.04 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.