Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/4089
Título: Estudo do efeito de ataque químico em revestimentos cerâmicos esmaltados: brilhoso com e sem polimento
Autor(es): Machado, Stefany Zimmermann
Orientador: Cochlar, Maria Lúcia Soares
Tipo de material: Artigo Científico
Data: 2019
Palavras-chave: Ataque químico
Granilha
Esmalte
Modalidade de acesso: Acesso aberto
Resumo: Ceramics is an inorganic, non-metallic composition, performed from a triple axial composed of clay, which has a function of plastic mass ceramic, quartz, the refractory element, with the aim of temporary high statistics and feldspar, flux substance, responsable to increase fuse. Together these clay minerals and accessory minerals form ceramic pieces after undergoing the dosing, grinding, atomizing, pressing, drying, finishing and grading process. Over time, ceramic tiles wear on their enamelled surface due to use and thus remain more caused by the products in which they are subject to sanitation. In this context, among clinical and physical trials performed in the laboratory of finished products in a ceramic tile industry, a chemical attack is performed or tested, which has the function of assessing the surface capacity of the ceramic tile and keeping it intact when subjected to agents. chemicals in the ABNT (Brazilian Association of Technical Standards) standards NBR (Brazilian Standard) 13818 of 1997 and ABNT NBR 15463 of 2013. The trials test that, classic ceramic coating coatings composed of granules and more subject to harmful chemicals as substances chemicals used by enamel. Within this result, there are factors that were correlated in bibliographic research, which directly and indirectly interfered in the chemical attack test, which were a composition, grain size and application, which affected the results of the direct mode and a temperature, sintering cycle and polishing, which influenced the results indirectly. There is no possibility of avoiding chemical attack, as it is a process that cannot be modified, using the entire methodology to achieve the desired technical and aesthetic aspects, but as very variable from company to company due to a set of factors such as size of the furnace, temperature and sintering cycle, type of enamel and grit supplier, as chemicals used in enamel processing, for future work, uses a test of these data to verify their intensity.
Cerâmica é uma composição inorgânica, não metálica, realizada a partir de um tri axial composto por argila, que tem a função de dar a plasticidade a massa cerâmica, o quartzo, elemento refratário, com o objetivo de suportar altas temperaturas e o feldspato, substância fundente, a fim de aumentar a fusibilidade. Juntos, estes argilominerais e minerais acessórios formam peças cerâmicas, após passar pelo processo de dosagem, moagem, atomização, prensagem, secagem, sinterização, acabamento e classificação. Os revestimentos cerâmicos, com o passar do tempo, sofrem desgaste em sua superfície esmaltada devido ao uso, ficando, desta forma, mais sensíveis aos produtos para sua higienização. Neste contexto, dentre os ensaios químicos e físicos realizados em laboratório de produto acabado em uma indústria de revestimentos cerâmicos, é realizado o teste de ataque químico, que tem a função de avaliar a capacidade da superfície do revestimento cerâmico se manter intacta quando submetida aos agentes químicos especificados nas normas ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) NBR (Norma Brasileira) 13818 de 1997 e ABNT NBR 15463 de 2013. Os ensaios realizados mostraram que, superfícies de revestimentos cerâmicos compostas por granilha estão mais sujeitas ao ataque químico comparado as superfícies compostas por esmalte. Dentro deste resultado, existem fatores que foram correlacionados em pesquisas bibliográficas, que interferiram direta e indiretamente no teste de ataque químico, sendo eles, a composição, granulometria e aplicação, que afetaram os resultados de modo direto e, a temperatura, ciclo de sinterização e polimento, que influenciou os resultados de modo indireto. Não há a possibilidade de evitar o ataque químico, pois é um processo que não pode ser modificado, necessita-se de toda a metodologia para alcançar os aspectos técnicos e estéticos desejados, mas como varia muito de empresa para empresa, o tamanho do forno, a temperatura e ciclo de sinterização, o tipo de fornecedor do esmalte e da granilha, as matérias primas utilizadas no beneficiamento do esmalte, para futuros trabalhos, sugere-se um levantamento desses dados para verificar a influência no ataque químico.
Aparece nas coleções:Engenharia Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Estudo do Efeito de Ataque Químico em Revestimentos Cerâmicos Esmaltados Brilhoso com e sem Polimento.pdfDocumento do PDF - Estudo do Efeito de Ataque Químico em Revestimentos Cerâmicos Esmaltados: Brilhoso com e sem Polimento926.74 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons