Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/6455
Título: O abandono afetivo invertido: a responsabilidade civil à luz dos princípios constitucionais
Autor(es): Schweitzer, Reani
Orientador: Goedert, Gisele Rodrigues Martins
Tipo de material: Monografia
Data: 2017
Palavras-chave: Proteção ao idoso
Afetividade
Dignidade da pessoa humana
Responsabilidade civil por abandono afetivo inverso
Resumo: O presente trabalho tem por objetivo analisar a possibilidade de reparação civil nos casos de danos morais relativos ao abandono inverso tendo como base os princípios constitucionais. Neste sentido, será exposta toda a evolução histórica em relação à pessoa idosa na sociedade, as peculiaridades e implicações do envelhecimento, bem como a necessidade de amparo ao envelhecimento no âmbito familiar. E, a fim de observar a responsabilização civil em decorrência deste abandono será analisado os direitos do idoso tendo por escopo a Constituição Federal e seus princípios como a dignidade da pessoa humana, solidariedade familiar e afetividade além do Estatuto do Idoso, base dos direitos inerentes à pessoa idosa. Será analisado ainda o Projeto Lei que resguarda o referido tema. Observados os direitos que amparam o idoso serão expostos os pressupostos da responsabilidade civil a fim de então observar se estão presentes de modo a se caracterizar a indenização por dano moral pelo abandono afetivo. Também serão analisados julgados relacionados ao abandono afetivo de idosos, bem como julgados de abandono afetivo paterno-filial por analogia visando observar a necessidade de resguardar e assegurar uma velhice digna. O presente trabalho de natureza qualitativa valer-se-á do método dedutivo de abordagem.
Aparece nas coleções:Direito

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tcc reani.pdf
  Until 9999-12-31
1.12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons