Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/9379
Título: Uso do sistema de classificação de Robson na avaliação das taxas de cesariana em Santa Catarina e sua associação com perfil institucional
Autor(es): Vieira, Helena Gondin May
Orientador: Freitas, Paulo Fontoura
Tipo de material: Artigo Científico
Data: 2018
Palavras-chave: Cesárea
Brasil
Classificação de Robson
Sistemas de saúde
Resumo: Os altos índices de cesariana são um fenômeno mundial e o Brasil apresenta uma das maiores taxas do mundo. A classificação de Robson permite um melhor entendimento das práticas obstétricas locais e seus determinantes ao comparar diferentes instituições, regiões e países. OBJETIVO: Investigar determinantes das taxas de cesariana em Santa Catarina através do Sistema de Classificação de Robson (SCR) e associação com forma de pagamento pelo parto. MÉTODOS: Estudo transversal baseado no Sistema de Informação dos Nascidos Vivos de Santa Catarina (SINASC/SC), 2012. Foram calculadas as taxas globais e específicas de cesariana de acordo com grupo do SCR e como proporção do total de cesarianas, além do excesso de cesarianas pelo Risco Atribuível Proporcional (RAP). Diferenças nas proporções de partos e taxas de cesariana em cada grupo, de acordo com forma de pagamento, foram analisadas pelo teste do qui-quadrado no nível de significância 5%. RESULTADOS: A taxa de cesariana foi de 60,7%, sendo o dobro no sistema privado (88,9%) em comparação ao setor público (45,7%). Os grupos 1, 4 e 5 do SCR tiveram maior impacto nas taxas globais. No setor privado chamou atenção a baixa utilização da indução, com mais de 65% dos partos ocorrendo eletivamente, além da alta concentração de multíparas com cesariana prévia. CONCLUSÃO: Taxas elevadas entre primíparas antecipam o efeito cumulativo da cesariana prévia em multíparas. A grande proporção de cesarianas eletivas em detrimento do manejo ativo do trabalho de parto, principalmente no setor privado, aponta para um grande número de cesarianas realizadas sem indicações médicas e preocupam devido potenciais efeitos adversos para mães e recém-nascidos.
Aparece nas coleções:Medicina

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
HelenaGMVieira TCC - Uso do Sistema de Classificação de Robson na avaliação das taxas de cesariana em Santa Catarina e sua associação com perfil institucional.pdf
  Until 9999-12-31
Artigo Científico Helena Gondin May Vieira224.37 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons