O uso de laminados cerâmicos em dentes manchados por Tetraciclina: uma Revisão de Literatura

Nenhuma Miniatura disponível

Data

2024-06

Tipo de documento

Monografia

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Área do conhecimento

Modalidade de acesso

Acesso aberto

Editora

Autores

SANTOS, Mariana Oliveira
ALMEIDA, Stephanie Ketler

Orientador

MACHADO, Renato Assis

Coorientador

ZAMBONI, Sandra Regina Oliveira Costa

Resumo

A evolução das técnicas e materiais odontológicos tem desempenhado um papel crucial na restauração estética e funcional de dentes comprometidos, especialmente aqueles manchados por tetraciclina, cuja condição afeta negativamente a aparência e a qualidade de vida dos pacientes. Entre as alternativas mais promissoras, os laminados cerâmicos se destacam por oferecerem resultados estéticos duradouros e satisfatórios. Essas restaurações são notáveis por sua excelente biocompatibilidade, estabilidade de cor, adaptação marginal precisa e capacidade de melhorar a estética dental. Além disso, apresentam alta resistência mecânica e potencial para melhorar as propriedades ópticas do esmalte, tornando-os ideais para corrigir a coloração causada pela tetraciclina. A confecção de laminados cerâmicos é um processo meticuloso que requer habilidade técnica e profundo conhecimento da anatomia dental. A preparação dos dentes para receber os laminados deve ser realizada de maneira conservadora, preservando ao máximo a estrutura dental remanescente. A utilização de sistemas adesivos eficazes é essencial para garantir a adesão duradoura dos laminados à estrutura dental e prevenir deslocamentos prematuros. Dessa forma, os laminados cerâmicos representam uma solução viável e eficiente para a restauração estética de dentes manchados por tetraciclina, contribuindo significativamente para a melhora da qualidade de vida dos pacientes.

Palavras-chave

Biocompatibilidade, Estética, Tetraciclina

Citação

Coleções