Atuação da fisioterapia cardiorrespiratória na doença da membrana hialina: uma revisão de literatura.

Nenhuma Miniatura disponível

Data

2021-12

Tipo de documento

Artigo Científico

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Área do conhecimento

Modalidade de acesso

Acesso aberto

Editora

Autores

CABRAL, Ingreti Mirlle da Silva
LIMA, Saronidja Martins de

Orientador

OLIVEIRA, Marcella Cabral de

Coorientador

Resumo

Introdução: A Doença da membrana Hialina (DMH) é um distúrbio respiratório causado por imaturidade pulmonar e está relacionada à deficiência primária do surfactante, que é produzido pelos pneumócitos do tipo II que recobre os alvéolos e tem a responsabilidade de estabilizá-los distalmente quando há baixos volumes pulmonares. A inserção da fisioterapia vem gerando efeitos benéficos aos Recém-Nascidos Pré-Termo RNPT e tem o objetivo principal de avaliar a mecânica respiratória do paciente, prestar assistência por meio de técnicas específicas da fisioterapia para melhor evolução da doença, quando já instalada e fornecer cuidados na assistência ventilatória. Objetivo: levantar dados referente a atuação da fisioterapia cardiorrespiratória na DMH. Metodologia: Trata-se de uma revisão de literatura, realizada no segundo semestre de 2021, em cinco bases de dados: PubMed, SciELO, Lilacs, PEDro e BVS. Utilizou-se a combinação dos descritores de acordo com o idioma, além disso, foi feita a leitura de artigos com o tema envolvido, em busca das referências dos mesmos. Sendo considerados para esta revisão apenas estudos publicados nos últimos 10 anos. Resultados: De um total de 108 artigos encontrados, 10 foram elegíveis para o presente estudo Conclusão: A atuação da fisioterapia possui efeitos benéficos para o tratamento e prevenção da DMH. A permanência do fisioterapeuta em período integral nas UTIN pode reduzir complicações, tempo de hospitalização e custos hospitalares, contribuindo com a diminuição da mortalidade de neonatos, porém, deve ser realizada em conjunto com monitoramento contínuo e somente quando indicada, não como procedimento de rotina.
Introduction: Hyaline membrane disease (HDM) is a respiratory disorder caused by lung immaturity and is related to a primary deficiency of the surfactant, which is produced by type II pneumocytes that cover the alveoli and have the responsibility to stabilize them distally when there is low lung volumes. The insertion of physiotherapy has been generating beneficial effects to Preterm Newborn PTNB and its main objective is to assess the respiratory mechanics of the patient, provide assistance through specific physiotherapy techniques for a better evolution of the disease, when already installed, and provide care in the ventilatory assistance. Objective: to collect data regarding the role of cardiorespiratory physiotherapy in DMH. Methodology: This is a literature review, carried out in the second half of 2021, in five databases: PubMed, SciELO, Lilacs, PEDro and BVS. We used the combination of descriptors according to the language, in addition to reading articles with the topic involved, in search of their references. Only studies published in the last 10 years were considered for this review. Results: From a total of 108 articles found, 10 were eligible for this study. Conclusion: The performance of physical therapy has beneficial effects for the treatment and prevention of HMD. The full-time stay of the physiotherapist in the NICU can reduce complications, hospitalization time and hospital costs, contributing to a reduction in newborn mortality, however, it should be carried out in conjunction with continuous monitoring and only when indicated, not as a routine procedure.

Palavras-chave

doença da membrana hialina, síndrome do desconforto respiratório do recém nascido e fisioterapia

Citação

Coleções