Estudo de dimensionamento de um aterro sanitário para a cidade de Guanambi-Ba

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2022
Tipo de documento
Artigo Científico
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Área do conhecimento
Engenharias
Modalidade de acesso
Acesso fechado
Editora
Autores
Fernandes, Laila Hanna Coutinho
Silva, Vanderlea Farias da
Orientador
Leal, Thomas Leonardo Marques de Castro
Coorientador
Resumo
O crescente aumento da população e a geração de resíduos sólidos tem causado preocupação à sociedade e levantado diversos questionamentos sobre a destinação e tratamento desse material. É sabido que a destinação irregular de rejeitos pode acarretar danos severos tanto para a saúde pública quanto para o meio ambiente. Segundo o relatório What a Waste 2.0, o mundo gera aproximadamente 20,1 bilhões de toneladas de RSU, enquanto as projeções estimam que até 2050 a geração de resíduos possa chegar a 3,4 bilhões de toneladas anualmente. Enquanto, de acordo com a Associação Brasileira de Limpeza Pública e Resíduos Especiais, as cidades brasileiras geraram cerca de 79 milhões de toneladas de RSU. A Associação Brasileira de Normas Técnicas, define o aterro sanitário como sendo uma técnica de disposição de RSU no solo, com objetivo de garantir segurança e sem causar danos à saúde pública e ao meio ambiente. O aterro utiliza de técnicas de engenharia, para armazenar a máximo volume de rejeitos na menor área possivel, além de garantir o tratamento de eluentes evitando assim a contaminação do ambiente externo ao aterro. Desse modo, este trabalho teve por objetivo dimensionar um aterro sanitário para o município de Guanambi-BA, levando-se em conta os aspectos inerentes ao crescimento populacional e a geração de resíduos, os resultados deste trabalho, estabeleceu os critérios técnicos de dimensões e relação dos elementos de drenagem, visando cumprir com as determinações normativas e legais.

Palavras-chave
Aterro Sanitário, RSU, Meio ambiente, Saúde pública
Citação