Análise da resistência mecânica em estruturas de concreto sob influência de temperaturas a 250°c

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2021-12-14
Tipo de documento
Artigo Científico
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Área do conhecimento
Engenharias
Modalidade de acesso
Acesso fechado
Editora
Autores
Cotrim, Leyliane Magalhães
Silva, Lúcio Aparecido Nogueira Da
Orientador
Teixeira, Otacísio Gomes
Coorientador
Resumo
O concreto é formado pela junção de aglomerantes hidráulicos com agregados, o aglomerante utilizado é o cimento, sendo ele de vários tipos. Já, os agregados são classificados em dois tipos: Agregados miúdos, que são a areia natural e/ou pó de pedra, e agregados graúdos, sendo a pedra britada usualmente utilizada. (MOREIRA,2004) Quando submetidos a situações extraordinárias, essa estrutura perde resistência mecânica a compressão, levando a estrutura a ter série de problemas, podendo chegar ao colapso. Procurando alternativas que aumente a resistência do concreto quando este está sob ação de temperaturas mais elevadas, o presente trabalho foi desenvolvido. Para um possível ganho de resistência, o concreto foi aditivado com dois componentes: a Sílica ativa e o Metacalim, onde os mesmos foram submetidos a temperatura de 250 ºC por um período de tempo de 24 horas, tendo por fim, sua resistência a compressão testada. Foram analisados 12 corpos de provas feitos de concreto com FCk igual a 20 MPa. Onde os corpos de prova, que teve maior resistência foram os corpos de prova composto por concreto simples, sem exposição a temperatura de 250°C no qual suportaram a tensão média de 28,66 MPa e o que teve menor desempenho foi o concreto aditivado com Metacaulim alcançando sua tensão máxima de apenas 12,6 MPa.

Palavras-chave
Temperatura, Metacalim, Sílica ativa
Citação