Análise das propriedades mecânicas da argamassa de revestimento com substituição parcial da areia por resíduos de poliestireno expandido

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2022
Tipo de documento
Artigo Científico
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Área do conhecimento
Engenharias
Modalidade de acesso
Acesso aberto
Editora
Autores
Nogueira, Taislene Nunes
Malheiros, Isabela
Orientador
Teixeira, Otacisio Gomes
Coorientador
Resumo
A engenharia civil proporciona um grande desenvolvimento tecnológico e econômico para sociedade, porém na maioria das vezes encontram-se inconvenientes relacionados à geração de resíduos sólidos que exigem a necessidade de colocar em prática hábitos voltados à sustentabilidade. O Poliestireno Expandido (EPS) tornou-se um material muito empregado na construção civil, sendo essa uma alternativa bastante viável na resolução da problemática do descarte indevido desse polímero na natureza. Pensando nisso, o trabalho objetiva- se em realizar um estudo de viabilidade técnica acerca do uso de resíduos do Poliestireno Expandido como agregado miúdo na confecção da argamassa de revestimento. Para isso realizou-se uma revisão bibliográfica com o intuito de contribuir na construção teórica do tema por meio do estudo e da análise de materiais já publicados que exibissem informações e comprovações relevantes para embasamento, utilizando quatro modelos de traços de argamassa, sendo eles: (1;1;5) com mais de 80% de EPS; (1;2;4) com cerca de 70% de substituição de areia por EPS; (1;3;3) com 50% de substituição de EPS e (1;6;0) como referência. Houve-se dificuldade na medição devido as partículas facilmente levadas pelo vento, já por outro lado, houve-se facilidade no transporte devido ao seu peso e facilidade na aplicação havendo um ritmo mais alto no chapeamento da massa na parede. Com isso, concluiu-se que as amostras com substituição de agregado miúdo por EPS ficaram com índices bastante eficazes do que a argamassa de referência, na qual pôde-se confirmar a viabilidade executiva do revestimento de argamassa com o uso de resíduos do poliestireno expandido vindos em boa parte, de sobras provenientes da execução de lajes, o que acarretou numa diminuição na degradação e em gastos com manutenção, contribuindo de maneira ecológica em benefício de toda sociedade.

Palavras-chave
Engenharia civil, Poliestireno expandido, Resíduos sólidos, Sustentabilidade
Citação