Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/11573
Título: O uso da argila nos tratamentos estéticos faciais: uma revisão integrativa
Autor(es): Heidemann, Morgana Schmoller
Orientador: Carvalho, Daniella Koch de
Tipo de material: Artigo Científico
Data: 2018
Palavras-chave: Argila
Pele
Estética
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Resumo: This study aims to discuss the use of clay in facial aesthetic treatments, observing the main parameters, form of application and the mechanism by which clay acts on the face with its benefits in lightening, absorbing the oiliness of the skin without dehydration, and treating the skin balancing its functions. For the survey of the articles, was used the database of academic google, with texts published in scientific journals. As an auxiliary source of reference, textbooks were used for the study area, for theoretical basis. The following descriptors were used: "Clay", "Skin", "Aesthetics". The inclusion criteria defined to select the articles were: articles published in Portuguese and articles referring to the use of clay in aesthetics, articles of clinical trial, bibliographical articles and articles published between 2007 and 2017. Data analysis was performed in a qualitative way. The results found in this research evidenced that the aesthetic segment can achieve favorable results in its procedures associating its techniques with the use of clay. In this sense, it is concluded that the mineral elements released by the clays in the facial treatment in the aqueous medium, when in contact with the skin, have their entry facilitated in the interstitial spaces of the cells of the epidermis and dermis, allowing the achievement of satisfactory results, when are used in facial aesthetic treatments.
Este estudo tem como objetivo discutir o emprego da argila nos tratamentos estéticos faciais, observando os parâmetros principais, forma de aplicação e o mecanismo pelo qual a argila age na face com seus benefícios em clarear, absorver a oleosidade da pele sem desidratar, e tratar a pele equilibrando suas funções. Trata-se de um estudo descritivo de abordagem qualitativa como procedimento foi adotado a revisão bibliográfica baseada na literatura especializada através de pesquisa nas bases de dados do google acadêmico com textos publicados em periódicos científicos entre 2007 à 2017. Como fonte auxiliar de consulta foram utilizados livros referentes a área estudada. Foram utilizados os seguintes descritores: “Argila”, “Pele”, “Estética”. Os critérios de inclusão definidos para selecionar os artigos foram: artigos publicados em português e artigos referentes ao uso da argila na estética, artigos de ensaio clínico, artigos bibliográficos e artigos publicados entre 2007 e 2017. A análise de dados foi realizada de forma qualitativa. Os resultados encontrados nesta pesquisa evidenciou que o segmento estético pode alcançar resultados favoráveis em seus procedimentos associando suas técnicas com o uso da argila. Neste sentido, conclui-se que, os elementos minerais liberados pelas argilas no tratamento facial no meio aquoso, quando em contato com a pele, tem sua entrada facilitada nos espaços intersticiais das células da epiderme e derme, possibilitando a obtenção de resultados satisfatórios, quando são usadas em tratamentos estéticos faciais.
Aparece nas coleções:Especialização Estética e Bem Estar

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo Morgana 30 de junho (2).pdfArtigo científico Morgana Schmoller Heidemann281.15 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir
Artigo Morgana 08 de agosto.pdfArtigo científico Morgana Schmoller Heidemann279.66 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons