Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/12506
Título: Urbanização costeira e a fauna de macroinvertebrados associados a costões rochosos no litoral centro-sul catarinense
Autor(es): Francisco, Edenilson Osinski
Orientador: Garbelotto, Thereza de Almeida
Tipo de material: Monografia
Data: 2019
Palavras-chave: Urbanização
Costão rochoso
Macroinvertebrados
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Resumo: Rocky shores are intertidal coastal environments influenced by the terrestrial and marine environments. They are ecosystems that harbor great diversity and can be found in the shape of vertical rock walls or rocky outcrops. Due to being coastal environments, they can be affected by the unbridled urbanization common in the coastal areas of the globe. The macroinvertebrate communities on rocky shores are formed by epifaunal organisms, most of them, sessile or sedentary, comprehending several phyla. Our objective in this research was to verify if there is a correlation between coastal urbanization and the fauna of macroinvertebrates associated to the rocky shores in the south-central coast of Santa Catarina in the summer of 2019. Were selected five rocky shores located in two cities along the south-central coast of Santa Catarina, Imbituba and Laguna. In these shores, horizontal transects of 20 m were drawn and, in each transect, 10 vertical profiles (from the water line to the upper limit of the organisms) equidistant in 2 m, were made. In these profiles, using a quadrat of 400 cm2 (20 X 20 cm), photographies were taken to assess the composition of the macroinvertebrate fauna through the photoquadrat methodology. Five phyla, Cnidaria, Mollusca, Arthropoda, Echinodermata and Annelida were found, of which the greatest diversity was found among the molluscs, with 11 species collected. The highest abundances were found for the, Cthamalus bisinuatus and the polychaete Phragmatopoma caudata. The urbanization index indicated a higher anthropogenic impact on the Itapirubá North Beach and lower on Maneloni Beach. Static tests did not show a significant relationship between urbanization and the macrozoobenthic communities of the rocky shores. The greatest diversity was found in Gravatá Beach with 13 species, and the lowest in Barra Beach with seven species. The highest percentage of coverage was observed in Itapirubá North Beach (51.67%) and the lowest in Maneloni Beach (33, 56%). The barnacle Chthamalus bisinuatus had the highest absolute frequency in all beaches except Itapirubá North where the highest frequency belongs to P. caudata. Although there were no direct or indirect influence of coastal urbanization observed, it was observed that interspecific interactions may be influencing the macroinvertebrate communities associated with the rocky shores of south-central Santa Catarina.
Costões rochosos são ambientes costeiros entremarés que possuem influência do meio terrestre e marinho. São ecossistemas que abrigam grande diversidade, sendo encontrados no formato de paredões de rochas verticais ou aflorações rochosas. Por serem ambientes costeiros, são passíveis de serem afetados pela urbanização desenfreada comum nas zonas litorâneas do globo. As comunidades de macroinvertebrados de costões rochosos são formadas por organismos da epifauna, sendo, majoritariamente, sésseis ou sedentários e englobando diversos filos. O objetivo deste trabalho foi verificar se há correlação entre a urbanização costeira na fauna de macroinvertebrados associados a costões rochosos no litoral centro-sul catarinense no verão de 2019. Para isso foram escolhidos cinco costões rochosos localizados em dois municípios do litoral centro-sul de Santa de Catarina, Imbituba e Laguna, sendo todos orientados para o norte. Nos costões foram traçados transectos de 20 m, e, em cada transecto, foram feitos 10 perfis verticais (da linha d’água até o limite superior dos organismos) equidistantes em 2 m. Nestes perfis, utilizando um quadrado de 400 cm2 (20 x 20cm), foram fotografados os quadrantes a fim de se obter a composição da fauna de macroinvertebrados desses costões através da metodologia de fotoquadrado e amostras foram coletadas para posterior identificação. Foram encontrados 17 taxa de cinco filos, Cnidaria, Mollusca, Arthropoda, Echinodermata e Annelida, destes a maior diversidade foi encontrada entre os moluscos, com 11 espécies. As maiores abundâncias encontradas foram do cirripédio, Cthamalus bisinuatus e do poliqueta Phragmatopoma caudata. O índice de urbanização mostrou um impacto antrópico mais alto na Praia de Itapirubá Norte e mais baixo na Praia do Maneloni. Os testes estáticos não mostraram relação significativa entre a urbanização e as comunidades de macrozoobentos associadas aos costões rochosos. A maior diversidade foi encontrada na Praia do Gravatá, 13 espécies, e a menor na Praia da Barra com sete espécies. A maior porcentagem de recobrimento foi observada na Praia de Itapirubá Norte (51,67%) e a menor na Praia do Maneloni (33, 56%). O cirripédio Chthamalus bisinuatus teve a maior frequência absoluta em todos as praias exceto Itapirubá Norte onde a maior frequência foi de P. caudata. Apesar não ter sido observado influência direta ou indireta da urbanização costeira, foi observado a possibilidade de interações interespecíficas estarem influenciando as comunidades de macroinvertebrados associadas aos costões rochosos do centro-sul de Santa Catarina.
Aparece nas coleções:Ciências Biológicas- Bacharelado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCCFinal_EdenilsonOFrancisco.pdf
  Until 9999-12-31
1.82 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons