Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/12718
Título: Efeito do peso ao nascimento de leitões sobre o ganho médio diário e peso ao desmame nas variadas ordens de parto
Autor(es): Tenfen, Leandro Warmling
Orientador: Gava, Marta Silvia
Tipo de material: Monografia
Data: 2017
Palavras-chave: Peso ao nascer
Leitão entregue fêmea ano
Ganho médio diário
Unidade produtora de leitões
Mortalidade
Modalidade de acesso: Acesso embargado
Resumo: Although widely distributed on a national scale, pig production still faces many challenges today. The most crucial of these challenges is the increase of zootechnical data, because of its importance in determining the economic profit of the property, particularly the LEFA* (Piglet Delivered Female Year), that measures the number of piglets sold by the total of animals suitable for production. In order to search a beneficial increase in this data, it is necessary to work in other fronts, including the importance of weight at the time of birth, which directly influences the survival rate, daily average gain and weight during the weaning period. In order to achieve that, 1667 piglets were weighed in two occasions: after birth (before colostrum ingestion) and at 28 days of life. The piglets were divided into three groups according to birth weight: Lightweight Group (LWG) 314 piglets weighing ≤1 kg, Medium Weight Group (IWG) 898 piglets weighing > 1 to ≤ 1,5 kg, Heavyweight Group (HWG) 455 piglets weighing> 1,5 kg. All assisted farrows were induced with at lest 115 days of gestation. Redistribution occurred up to 24 hours’ post-birth due to extreme sizes, both large and small, in relation to other piglets in the original litter, then these were observed in the female in which they were inserted after the distribution. In addition to this data, mortality events were also observed, using sequential numbering through the use of tattoo at the time of weighing upon birth. As a result, we found the best performance (P <0.05) of birth weight, daily average gain and weight during the weaning period from females of second and third deliveries. In the groups of piglet’s evaluation, the Heavyweight Group (HWG) presented greater daily average gain as well as greater weight during the weaning period (p <0.05). The Heavyweight group also showed the lowest mortality rate among the classes (p <0.05). In conclusion, management strategies are necessary in order to improve the performance of females of first lactation, and to increase the selection pressure of females after the fourth farrow. Since piglets with heavy birth weight have shown the best results, increasing the average birth weight is necessary so as to continue improving the production chain.
A suinocultura embora hoje amplamente distribuída em cenário nacional, ainda enfrenta muitos desafios. O principal deles é o aumento dos dados zootécnicos, sendo este o principal marcador de retorno econômico da propriedade, neste quesito tem um em especial o LEFA (Leitão Entregue Fêmea Ano), que mensura o número de leitões vendidos pelo total de animais aptos a produção. Para buscarmos um aumento benéfico deste dado, precisamos trabalhar em outras frentes, onde entra a importância do peso ao nascer, que influi diretamente na taxa de sobrevivência, ganho médio diário e no peso ao desmame. Para tanto, foi realizado a pesagem de 1667 leitões em dois momentos: após o nascimento (antes da ingestão do colostro) e aos 28 dias de vida. Os leitões foram separados em três grupos conforme o peso ao nascer: Grupo Leve (GL) 314 leitões com peso ≤1 kg, Grupo Médio (GM) 898 leitões com peso >1 a ≤ 1,5 kg, Grupo Pesado (GP) 455 leitões com peso >1,5 kg. Todos os partos acompanhados foram induzidos com no mínimo 115 dias de gestação. Até 24 horas após o nascimento ocorreu o manejo de redistribuição por causa de tamanhos extremos (grandes e pequenos), em relação aos seus pares na leitegada original e foram acompanhados após a redistribuição na fêmea em que foram inseridos. Além destes dados também foram observados os eventos de mortalidade, usando como controle a numeração sequencial através do uso de tatuagem no momento da pesagem ao nascimento. Como resultado, encontramos o melhor desempenho (P<0,05) de peso ao nascimento, ganho médio diário e peso ao desmame nas fêmeas de segundo e terceiro parto. Na avaliação dos grupos de leitões, o grupo pesado (GL) apresentou maio ganho médio diário e maior peso ao desmame (p<0,05), além de possuir o menor percentual de mortalidade entre as classes (p<0,05). Em conclusão precisamos de estratégias de manejo para melhora do desempenho de fêmeas de primeira lactação, e aumentar a pressão de seleção de descarte pra fêmeas após o quarto parto. Leitões com alto peso ao nascer possuem melhores resultados, para tanto precisamos aumentar o peso médio ao nascer assim aprimorando cada vez mais a cadeia produtiva.
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC_LEANDROWARMLINGTENFEN.pdfMonografia - Leandro Warmling Tenfen1.3 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons