Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/13550
Título: SÍFILIS: Incidência de casos de sífilis no município de Santos
Autor(es): Sousa, Barbara
Valin, Beatriz
Sousa, Jean
Rubia, Jessica
Oliveira, Milene
Orientador: Farias, Katucha Roca de Almeida
Tipo de material: Monografia
Data: 17-Jun-2021
Palavras-chave: Treponema pallidum
VDRL
Santos
Sífilis congênita
Modalidade de acesso: Acesso aberto
Resumo: A sífilis é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) curável e exclusiva do ser humano, causada pela bactéria Treponema pallidum. Pode apresentar várias manifestações clínicas e diferentes estágios (sífilis primária, secundária, latente e terciária). Visamos com esse projeto a comparação de incidências entre os anos de 2015 a 2019, comparando os resultados do boletim epidemiológico de Santos. Devido a um grande aumento de casos entre esses anos, compreende-se que se fez necessário realizar a comparação dos gráficos de tipos de sífilis, bairros e faixa etária. A região de Santos, até o ano de 2019, concentrou o maior número de casos de sífilis adquirida comparado ao ano de 2015, que obteve um aumento de 63,97% (339 casos). Sendo que em 2018, a maior prevalência de casos da doença ocorreu na área Continental de Santos, mais especificamente no bairro do Valongo, em elevação desde 2015, sendo a faixa etária dos 20 aos 29 anos a de maior taxa de detecção de Sífilis adquirida. O objetivo desse projeto é analisar a incidência de novos casos, nos últimos cinco anos, de Sífilis adquirida na região de Santos e quantificar e correlacionar os casos de sífilis adquirida no município de Santos.
Aparece nas coleções:Biomedicina



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons