Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/13808
Título: Análise do perfil dos profissionais que trabalham com anestesia veterinária no estado de Santa Catarina
Autor(es): Machado, Sarah Beatriz Dias
Orientador: Silva, Dayane Borba
Tipo de material: Artigo Científico
Data: 23-Jun-2021
Palavras-chave: Anestesiologia
Anestesista
Protocolos anestésicos
Técnicas anestésicas
Modalidade de acesso: Acesso fechado
Resumo: Esta pesquisa foi realizada com o objetivo de descrever o perfil dos anestesistas veterinários do estado de Santa Catarina, analisando alguns aspectos do seu trabalho como, quais os medicamentos e técnicas mais utilizadas, como é o modo e local de trabalho e sua satisfação profissional e através desse estudo saber o que pode ser melhorado no estado de Santa Catarina com respeito a qualificação e rotina de trabalho desses profissionais. Para isso foi elaborado um questionário na plataforma GoogleForms®, contendo 16 perguntas objetivas/descritivas, e enviado aos profissionais que trabalham com anestesia veterinária através das redes sociais. A análise de dados do conteúdo coletado foi feita por meio de tabelas e gráficos com auxílio do software GraphPad Prism versão 8.4. Foi realizada a análise por meio da estatística descritiva e frequência relativa. Foram obtidas 22 respostas. Como resultado, 68,2 % dos profissionais apresentam especialização, 63,6 % trabalham tanto em clínicas como em hospitais veterinários, 40,9 % exercem a profissão de ambas as formas (fixo e volante). A manutenção anestésica inalatória é utilizada por 90,9 % dos profissionais e para analgesia a técnica de escolha foi a infusão de analgésicos associado à bloqueios locorregionais (68,2%). O propofol é o fármaco indutor utilizado por 100% dos participantes, como opióide, a metadona é a mais utilizada (95,5%) e o tranquilizante/sedativo é a acepromazina (95,5%). O nível de satisfação dos anestesistas do estado mostrou-se bom, com 59,1% dos profissionais satisfeitos. A pouca satisfação relatada (13,6%) foi devido a desvalorização do profissional anestesista. Entretanto, ainda há a necessidade de mais estudos envolvendo os anestesistas veterinários com a finalidade de se definir um perfil mais abrangente.
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC 2_SARAHDIAS.pdf
  Until 9999-01-01
413.61 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons