Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/14499
Título: Acompanhamento farmacêutico a idosos atendidos pelo Programa Farmácia Popular do Brasil no município de Tobias Barreto- SE
Autor(es): Silva, Marta
Orientador: Sousa, Carlos
Tipo de material: Artigo Científico
Data: 13-Jul-2021
Palavras-chave: Cuidado farmacêutico
Idosos
Farmácia Popular do Brasil
Modalidade de acesso: Acesso aberto
Resumo: Introdução: Nos últimos anos, vivencia-se uma realidade marcada pelo aumento gradativo da longevidade da população, e com isso, maior prevalência de condições crônicas de saúde nos idosos, pois estes são mais vulneráveis às ocorrências de diversas patologias, dentre as quais se destacam a Hipertensão Arterial Sistêmica e o Diabetes Mellitus, doenças que desencadeiam diversas complicações, exigindo acompanhamento permanente, intervenções contínuas e uso de medicamentos. Neste contexto, esta pesquisa tem como objetivo realizar acompanhamento farmacoterapêutico em pacientes idosos atendidos pelo Programa Farmácia Popular do Brasil no município de Tobias Barreto/SE. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo piloto do tipo experimental, realizado entre março e abril de 2021. O tipo de amostragem foi não probabilístico e utilizou-se o questionário e entrevista para a coleta de dados. Resultados: Participaram da pesquisa idosos com prevalência do sexo feminino e faixa etária de 71 a 80 anos. Com relação às patologias, observou-se prevalência da HAS e DM. Quanto aos medicamentos utilizados pelos idosos, destacaram-se: Losartana Potássica 50mg, Hidroclorotiazida 25 mg, Atenolol 25mg, Captopril 25mg e Cloridrato de Metformina 850mg, Glibenclamida 5mg e Sinvastatina de 20mg. Conclusões: Constatou-se que no acompanhamento farmacoterapêutico, as intervenções desenvolvidas pelo farmacêutico a pacientes idosos contribuem para maior e melhor adesão ao tratamento medicamentoso da HAS e DM. Além disso, os cuidados farmacêuticos possibilitam ao paciente, informações sobre a doença, orientações quanto ao uso racional dos medicamentos, autocuidado e responsabilização com a saúde, como também, contribui na dispensação orientada, melhoria das prescrições, controle da possibilidade de reações adversas e maior segurança no tratamento.
Aparece nas coleções:Farmácia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC.pdf495.14 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons