Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/14583
Título: O exercício das análises clínicas na prática farmacêutica e a segurança do paciente: uma revisão narrativa
Autor(es): Silva, Neiclesse
Orientador: Souza, Carlos Adriano
Tipo de material: Monografia
Data: 14-Jul-2021
Palavras-chave: Erros laboratoriais
Gestão de Risco
Farmacêutico
Modalidade de acesso: Acesso aberto
Resumo: Introdução: Atualmente, estima-se que o laboratório clínico contribua com cerca de 70% dos dados utilizados pelos médicos para suas decisões clínicas. Apesar de exigir, rigorosamente, qualidade e segurança em seus procedimentos, os laboratórios não estão isentos a ocorrência de falhas, que venham a intervir na segurança e qualidade de vida do paciente. Para evita-los, os serviços de medicina laboratorial, devem buscar ferramentas que identifique e avalie os erros laboratoriais, visando à obtenção de um diagnóstico situacional e, posteriormente, a implantação de um plano preventivo e resolutivo. Por esta razão, este estudo busca conhecer ferramentas que otimizem a segurança do paciente no laboratório clinico, sendo a atuação farmacêutica parte delas. Metodologia: Para a construção desse estudo foi realizada uma revisão da literatura, na qual a busca por artigos ocorreu, nas seguintes bases de dados: SciELO, Lilacs, Google acadêmico e PubMed/MedLine. Adicionalmente, foi realizada uma busca manual de periódicos sobre o exercício das análises clinicas pelo profissional farmacêutico, além da busca nas referências dos artigos utilizados. Foram utilizados os seguintes descritores: “Clinical Laboratory Techniques”; “patient safe”; “Análises Clínicas”; “Farmacêutico”. Resultados: A triagem inicial permitiu a identificação de 24.730 títulos. Destes, 0,12 % (n=30) pertenciam ao LILACS, 0,12% (n=30) ao Pub Med/ Medline e 99,76% (n= 24.670) ao Google Acadêmico. Após a triagem, 12 artigos foram lidos na integra, e utilizados para fundamentar este estudo. No que diz respeito ao delineamento do estudo observou-se que 50% (n=6) se referem a estudo transversal, 33,3% revisão bibliográfica, 8,3% (n=1) dos trabalhos foram relatos de experiência e 8,3% (n=1) se tratavam de estudo observacional prospectivo do tipo coorte. Os estudos descreveram a contribuição do laboratório clínico para a saúde do paciente; abordaram os principais erros laboratoriais e suas possíveis e principais causas; compartilharam seleções de indicadores de qualidade/risco para laboratórios de análises e poucos, apontaram as atribuições e competências do profissional farmacêutico nas análises clínicas. Conclusão: A adoção de ações preventivas, em associação ao diagnóstico situacional, trazem benefícios consideráveis quando comparados às ações restritas a identificação e correção de erros. O profissional farmacêutico, em atividades que vão além da análise laboratorial das amostras biológicas, é uma ferramenta adicional no que se refere à redução dos danos ao paciente, aumento de sua segurança, e otimização na qualidade dos serviços prestados pelo laboratório. Palavras-chave: Erros laboratoriais. Gestão de Risco. Farmacêutico.
Aparece nas coleções:Farmácia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC completo - neiclesse revisado.pdf2.35 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons