Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/16618
Título: A perspectiva paterna sobre sua ausência na criação dos filhos
Autor(es): Siqueira, Maria Gabriela de Almeida
Orientador: Santos, Quele de Souza Gomes
Tipo de material: Artigo Científico
Data: 2020
Palavras-chave: Parentalidade
Pai
Mãe
Ausência
Crianças
Filhos
Filhas
Infância
Abandono
Família
Resumo: During the build up process of this research project the present study aimed to analyze, from the father’s perspective, the factors that contribute or contributed to the physical and emotional distance between the fathers and their children during their childhood. For this, four fathers were interviewed, who currently do not actively participate in the care of their children. Among the main reasons, according to them, that contribute to their absence in raising their children, the following stand out: state intervention and difficulties in communicating with the children's mothers. Faced with this situation, the participants showed interest in being more participative during the children's childhood. In this sense, it is suggested to carry out future studies, from the perspective of the mothers and their children in order to understand the formation and maintenance of father-line bonds in the most diverse contexts in which to observe the fathers absence, as well as the promotion of intervention programs that favor co-parenting between separated parents.
Durante o processo de construção do projeto de pesquisa o presente estudo teve como objetivo analisar, a partir da perspectiva da perspectiva paterna, os fatores que contribuem ou contribuíram para o distanciamento físico e emocional entre pai-filho(a) durante a infância dos filho(a)s. Para isso, foram entrevistados quatro pais que, atualmente, não participam ativamente dos cuidados dos filhos. Entre os principais motivos que, segundo eles, contribuem para a sua ausência na criação dos filhos, destacam-se: intervenção do Estado e dificuldades na comunicação com as mães das crianças. Frente a essa situação, os participantes mostraram interesse em serem mais participativos durante a infância das crianças. Nesse sentido, sugere-se a realização de futuros estudos, a partir da perspectiva das mães e filhos a fim de compreender a formação e manutenção dos vínculos paterno-filiais nos mais diversos contextos em que se observa a ausência paterna, assim como a promoção de programas de intervenção que favoreçam a coparentalidade entre pais separados.
Aparece nas coleções:Psicologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tcc versão artigo MA GABRIELA 2020 finalizado.pdfArtigo científico - Maria Gabriela de Almeida Siqueira353 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons