Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/17142
Título: Carcinoma metastático de sítio primário desconhecido em felino
Autor(es): Bortoncello, Angelo Toigo
Orientador: Balsini, Jairo Nunes
Tipo de material: Estudo de Caso
Data: 2020
Palavras-chave: Carboplatina
Imuno-histoquímica
Linfonodo
Oncologia
Quimioterapia
Modalidade de acesso: Acesso fechado
Resumo: Carcinoma of unknown primary (CUP) are responsible for up to 5% of carcinomas in humans. These tumors are classified as CUP when, even with physical examinations, radiographs, CT scans and biopsies, the primary tumor that gave rise to metastasis is not found. The prognosis is generally unfavorable, since, in addition to being associated with metastasis, cancer treatment is usually determined by considering the precise diagnosis of the primary tumor of origin, which, in this case, is unknown. The choice of therapeutic protocols for the treatment of tumors without knowing their origin is difficult due to the scarcity of scientific publications in the veterinary field. This study aims to report a case of metastatic carcinoma in the lymph node without diagnosis of the primary tumor in a FELV+ mixed-breed 10-year-old female feline with a history of left inguinal lymph node enlargement that was surgically removed and presented a histopathological result of metastasis from poorly differentiated carcinoma. The patient had a recurrence of lymph node enlargement and underwent computed tomography, which found lymphadenopathy of the medial iliac and right inguinal, in addition to pulmonary alteration suggesting neoplastic infiltration. With no indication of the primary tumor, the right inguinal lymph node was referred for immunohistochemical examination, which suggested probable intestinal or urinary origin.
Os Carcinomas Sítio Primário Desconhecido (CSPD) são responsáveis por até 5% dos carcinomas em humanos. Esses tumores são classificados como CSPD quando, mesmo com exames físicos, radiografias, tomografias e biópsias, o tumor primário que deu origem a metástase não é encontrado. Seu prognóstico é geralmente desfavorável, visto que, além de estar associado à metástase, o tratamento oncológico é normalmente determinado a partir do diagnóstico preciso do tumor primário de origem, que, neste caso, é desconhecido. A escolha de protocolos terapêuticos para o tratamento de tumores sem o conhecimento de sua origem é difícil devido à escassez de publicações científicas sobre o assunto no ramo veterinário. Este trabalho tem como objetivo relatar um caso de carcinoma metastático em linfonodo sem diagnóstico do tumor primário em um felino, SRD, fêmea, com 10 anos de idade, FELV positivo, com histórico de linfonodomegalia inguinal esquerda, retirada cirurgicamente e com resultado histopatológico de metástase de carcinoma pouco diferenciado. O paciente apresentava quadro de recidiva da linfonodomegalia e foi submetido à tomografia computadorizada, que constatou linfadenopatia de ilíacos mediais e inguinal direito, além de alteração pulmonar sugerindo possível infiltração neoplásica. Sem evidências do tumor primário, o linfonodo inguinal direito foi encaminhado para realização de exame imuno-histoquímico, que sugeriu provável origem intestinal ou urinária.
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo TCC - Angelo.pdf
  Until 9999-12-31
Relato de caso carcinoma metastático de sítio primário desconhecido em felino - Angelo Toigo Bortoncello617.17 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons