Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/17450
Título: Síndrome pós covid-19 em um ambulatório no Sul de Santa Catarina: sequelas psiquiátricas
Autor(es): Martins, Anna Elizabeth
Orientador: Caetano Gonçalves e Silva, Helena
Tipo de material: Artigo Científico
Data: 18-Jun-2021
Palavras-chave: Infecção por coronavírus
Psiquiatria comunitária
Epidemiologia
Complicações
Modalidade de acesso: Acesso embargado
Resumo: Introdução: Desde que o primeiro caso confirmado de COVID-19 foi relatado no Brasil em 25 de fevereiro de 2020, esta doença teve um grande impacto em todos os aspectos da sociedade. Atualmente em nível global já foi contabilizado um total de 174.061.995 casos, sendo 17.037.129 casos no Brasil casos e 3.758.560 mortes no mundo todo. Entende-se como síndrome pós COVID-19, sinais e sintomas desenvolvidos após o processo agudo da doença. Objetivo: Avaliar as sequelas psiquiátricas dos pacientes atendidos em um ambulatório Pós COVID-19 em um município do sul de Santa Catarina. Métodos: Trata-se de um estudo de delineamento transversal. A população estudada foi composta por dados obtidos em prontuários físicos de todos os pacientes que foram atendidos no ambulatório Pós COVID-19 – parte do Projeto Pós COVID-19 entre Fundação Municipal de Saúde de Tubarão e Unisul/ Ânima Educacional. Resultados: Foram analisados 58 indivíduos que consultaram no ambulatório Pós COVID-19 da UNISUL. Destes, 13,7% apresentaram insônia, 12% ansiedade e 13,7% humor deprimido. Em relação ao perfil dos participantes 34 (58,6%) são mulheres e 22 se encontram na faixa etária entre 50 e 59 anos. Conclusão: Concluiu-se que dos 58 pacientes acompanhados, a maioria era do sexo feminino, da faixa etária de 50 a 59 anos, trabalhadores. Entre as queixas, as mais comuns foram dispneia, tosse, taquipneia, cefaleia, alterações no sistema gastro intestinal e astenia. Os medicamentos utilizadas com resultado estatisticamente significativo foram os antidepressivos (p=0,003) e broncodilatadores (p= 0,049).
Aparece nas coleções:Medicina

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo Anna Elizabeth pronto (2).docx
  Until 2026-08-31
67.01 kBMicrosoft Word XMLVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons