Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/17510
Título: A qualidade de vida da população vegetariana no domínio da saúde física: riscos e benefícios nutricionais
Autor(es): Leão, Eduarda
Fonseca, Annete
Rodrigues, Bianca
Silva, Daniel
Orientador: Macedo, Maria
Tipo de material: Artigo Científico
Data: Jun-2021
Palavras-chave: dieta vegetariana
marcadores bioquímicos
benefícios do vegetarianismo
Modalidade de acesso: Acesso aberto
Resumo: A quantidade de vegetarianos no Brasil e no mundo está aumentando cada vez mais. Vários motivos estão associados à adesão desse estilo de vida: a ética animal, o meio ambiente, a religião, a sustentabilidade e a saúde. A dieta vegetariana corretamente planejada e balanceada é saudável e oferece vários benefícios para o organismo humano. Isso impacta positivamente em outros hábitos de vida, pois o adepto tende a se exercitar mais, a evitar o uso de substâncias tóxicas, a dormir melhor, a fazer boas escolhas alimentares e, consequentemente, tudo isso reflete em sua saúde mental. O objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão narrativa para analisar a qualidade nutricional de dietas vegetarianas e o estado nutricional dessa população. A revisão narrativa foi realizada por meio de um levantamento bibliográfico, mediante consulta às bases de dados eletrônicos de confiabilidade científica. Foram selecionadas publicações com as seguintes características: 1) artigos em português e inglês; 2) Artigos que avaliam a alimentação vegetariana de pessoas adultas. Critérios de exclusão: 1) cartas ao editor; 2) dissertações e teses; 3) artigos que os participantes são crianças ou adolescentes. Após a seleção dos artigos foram extraídas as seguintes variáveis: autores, ano de publicação, tamanho amostral, tipo de estudo, estado nutricional dos participantes, tipos de alimentação praticada (Ovolactovegetariano, Vegano e Vegetariano estrito), média de idade dos participantes, parâmetros bioquímicos e deficiência nutricional apontada pelos autores. Foram utilizados as Bases de Dados Biblioteca Virtual da Saúde (BVS) e PubMed. Para estratégia de busca foram utilizados os operadores booleanos AND e OR. Os resultados mostraram que os vegetarianos possuem uma qualidade de vida satisfatória no ponto de vista de bem estar e saúde, e consomem mais frutas e vegetais quando comparados à população brasileira em geral, porém ainda não atingem as recomendações adequadas desses alimentos conforme as diretrizes brasileiras. Durante o desenvolvimento do presente estudo foi observado que a dieta vegetariana apropriadamente planejada pode ser benéfica na prevenção e tratamento de Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), sobretudo na Qualidade de Vida (QV). O risco de ingestão marginal de alguns nutrientes não faz com que as dietas vegetarianas não sejam recomendáveis, pois o peso de algumas evidências científicas demonstra que os seus benefícios para a saúde superam os potenciais riscos. Porém, mais estudos são necessários para retirar conclusões significativas sobre os grupos dietéticos e as deficiências nutricionais da população vegetariana. Observa-se a importância de um bom planejamento alimentar para indivíduos vegetarianos e veganos a fim de evitar as possíveis deficiências nutricionais causadas pela restrição alimentar dessa população, sendo recomendado o profissional de nutrição para este acompanhamento.
Aparece nas coleções:Nutrição



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons