Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/22779
Título: Estudo de caso sobre a viabilidade econômica do retrofit aplicado na sala de hot test de motores a diesel.
Autor(es): COSTA, Alisson
MORAIS, Gustavo
FERREIRA, Pablo
Orientador: DINIZ, Alexandre
Tipo de material: Estudo de Caso
Data: 24-Jun-2022
Palavras-chave: Retrofit
Motores a diesel
LCC
Hot test
Cold test
Modalidade de acesso: Acesso aberto
Resumo: A utilização do retrofit é reconhecida como uma importante ferramenta para a inovação e investimento em tecnologias para máquinas e métodos já existentes. Os investimentos em retrofit devem ser vistos pelas empresas como uma questão estratégica central em que se busca ganhar vantagem econômica em um ambiente cada vez mais dinâmico. O Retrofit contribui para tornar a indústria mais eficiente e efetiva na geração de valor para as empresas com uma viabilidade econômica. Como resultado, são inúmeros métodos disponíveis para a aplicação seja em máquinas, métodos ou edificações. Esta pesquisa se propôs analisar a viabilidade econômica na escolha de um processo de retrofit em uma empresa do setor automotivo por meio de cinco variáveis estratégicas: Confiabilidade, Segurança, Qualidade, Tempo de ciclo e Custos. Para tanto, desenvolveu-se uma pesquisaação de estudo de caso simples, baseando-se no instrumento de mensuração do custo do ciclo de vida na aquisição de novos ativos em projetos o LCC (Life Cycle Cost). Foram abordados os procedimentos metodológicos para realização do estudo de caso e em seguida foi apresentado uma breve descrição dos principais métodos existentes no mercado utilizados para a realização dos testes necessários nesse modelo de processo, assim como a ferramenta utilizada para calcular o ciclo de vida de um ativo do projeto e o surgimento do retrofit e sua importância nos meios atuais. Tendo como investimento inicial R$ 301.600,00 resultando em uma economia de 89% em relação ao investimento para uma nova sala de teste a quente e 90% levando em consideração o investimento para uma nova sala de teste a frio.
Aparece nas coleções:Engenharia Mecânica



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons