Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/4086
Título: Adequação do parâmetro sulfeto em uma estação de tratamento de efluentes em uma lavanderia industrial
Autor(es): Juvêncio, Willian Henrique
Orientador: Buss, Diogo Quirino
Tipo de material: Relatório de Estágio
Data: 2017
Palavras-chave: Sulfeto
Lavanderia
Parâmetro
Modalidade de acesso: Acesso aberto
Resumo: This study presents an investigation carried out in an industrial laundry in the south of Santa Catarina aiming the reduction of the emission of the sulfide ion at the end of the treatment of effluents, once it is above the limit allowed by the Santa Catarina State regulatory agency (Environment Foundation - FATMA). The study was done through collections carried out at some points of the effluent treatment plant located in the company's premises, where it was later possible to make considerations based on these results of chemical analyzes, as well as observations with the aid of consecrated bibliographies. The analytical method used was the iodometric, and the chemical characterization were done in the laboratory of the Technological Center of the University of Southern Santa Catarina, at the pole of the city of Tubarão. According to the main objective, it was possible to analyze that among the parameters to be controlled, only the sulfide emission was in excess (mean sulfide concentration at the exit of the treatment plant in the collected samples was 9.65 mg / L, which is allowed is 1 mg / L). Thus, the main causes raised were, through calculations used, an inefficient aeration system in the aeration pond, as well as a poor homogenization of the effluents generated in the production process in the homogenization tank. With this, in agreement between company and the author of this one, a series of measures was made to be realized aiming at the adequacy of the sulfide. The addition of aerators in the aeration lagoon was one of them, where by means of the use of equipment already belonging to the company, an attempt increasing the aeration rate in the lagoon. The results of the collections after the planned alteration were insufficient (mean of 3.48 mg / L in the collected samples), since the aerators installed aerated only along the surface, not reaching the bottom of the lagoon. For the cost-benefit analysis, after the fail observed, the new method adopted, as a possible solution was the exclusion of the homogenization tank, noticed that there was an increase in the sulfide concentration at that point, through the action of anaerobic microorganisms responsible for transformation of sulphites and sulphates into sulphide. With this step completed, samples were collected again for analysis at the remaining points of the treatment plant, where it was proved that with the two steps added the perfect control of the sulfide was possible (average of 0.21 mg / L in the collections made). Thus, concluding that there was success in decreasing the emission of the parameter to be set.
Esse trabalho apresenta um estudo realizado em uma lavanderia industrial no sul de Santa Catarina visando a decréscimo da emissão do parâmetro sulfeto ao fim do tratamento de efluentes, uma vez que o mesmo encontra-se acima do limite permitido pelo órgão regulamentador (Fundação do Meio Ambiente – FATMA). O estudo foi realizado através de coletas realizadas em alguns pontos da estação de tratamento de efluentes situada nas dependências da empresa, onde posteriormente foi possível fazer considerações em função dessas análises, bem como observações com o auxílio de bibliografias consagradas estudadas. O método analítico indicado foi o iodométrico, e as análises foram feitas no laboratório do Centro Tecnológico da Universidade do Sul de Santa Catarina, no polo da cidade de Tubarão. Conforme o objetivo principal destacado foi possível analisar que dentre os parâmetros a serem controlados, somente a emissão de sulfetos encontrava-se em excesso (média de concentração de sulfetos na saída da estação de tratamento nas coletas realizadas foi de 9,65 mg/L, onde o permitido é 1 mg/L). Assim, as principais causas levantadas foram, por meio de cálculos utilizados, um sistema de aeração ineficiente na lagoa de aeração, como também uma má homogeneização dos efluentes gerados no processo produtivo no tanque de homogeneização. Com isso, em comum acordo entre empresa e o autor deste, fez-se uma série de providências a serem realizadas objetivando a adequação do sulfeto. A adição de aeradores na lagoa de aeração foi uma delas, onde por meio do aproveitamento de equipamentos já pertencentes á empresa, tentou-se aumentar a taxa de aeração na lagoa. Os resultados das coletas realizadas após a alteração planejada mostraram-se insuficientes (média de 3,48 mg/L nas coletas realizadas), uma vez que os aeradores instalados realizavam a aeração de forma somente superficial, e não ao fundo da lagoa. Pelo custo-benefício, a atitude tomada após a falha no objetivo alcançado nessa etapa foi a de excluir o tanque de homogeneização, onde nele notou-se que havia um acréscimo na concentração de sulfetos naquele ponto, através da ação de microrganismos anaeróbios, responsáveis pela transformação de sulfitos e sulfatos em sulfeto. Com tal etapa concluída, novamente fez-se coletas para análises nos pontos restantes da estação de tratamento, onde se provou que com as duas etapas adicionadas foi possível o controle de maneira perfeita do sulfeto (média de 0,21 mg/L nas coletas realizadas), concluindo assim que houve êxito no decréscimo da emissão do parâmetro estabelecido.
Aparece nas coleções:Engenharia Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC Willian 1.pdf2.5 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons