Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/4891
Título: Assistência do centro de atenção pscossocial (CAPS) na percepção do familiar de pessoas com esquizofrenia
Autor(es): Ferreira, Nivaldo Correia
Orientador: Sanceverino, Sérgio Luiz
Tipo de material: Artigo Científico
Data: 2020
Palavras-chave: Percepção
Família
Assistência
Esquizofrenia
Enfermagem
Modalidade de acesso: Acesso fechado
Resumo: Introduction: CAPS in its various modalities addresses several types of mental disorders including Schizophrenia, defined as a serious mental disorder, affecting approximately 21 million people worldwide. The diagnosis of mental disorder within a family causes feelings like guilt and fear. The family member sees the need to know the mental disorder and assumes responsibility as a caregiver allied with the health team in the treatment. Objective: To get to know the perception of family members of people with Schizophrenia, regarding the assistance provided by CAPS II in a municipality in the Greater Florianopolis in the State of Santa Catarina in Brazil. Method: Field study, exploratory descriptive of qualitative nature. The study consisted of 10 family members of people with Schizophrenia, who have followed and participated in the activities of CAPS II in a municipality in greater Florianopolis for more than three months. The instrument for data collection was a semi-structured interview with guiding questions and a sociodemographic questionnaire. The data analysis was based on Bardin's content analysis, and the results were interpreted in the light of the literature. Results: It was possible to organize a set of three categories: Weaknesses and Potentialities; Perception and evaluation of CAPS assistance;The contribution of family care in addition to CAPS assistance. Conclusion: It can be concluded that family members have a certain level of perception of CAPS assistance, when the effects of assistance are reflected by family members in the changes in behavior and habits of individuals with Schizophrenia.
Introdução: O CAPS em suas diversas modalidades atende vários tipos de transtornos mentais incluindo a Esquizofrenia, definida como um transtorno mental grave, afetando cerca de 21 milhões de pessoas em todo o mundo. O diagnóstico de transtorno mental dentro de uma família ocasiona sentimentos como culpa e medo. O familiar vê a necessidade de conhecer o transtorno mental e assume responsabilidade como cuidador aliada com a equipe de saúde no tratamento. Objetivo: Conhecer a percepção dos familiares de pessoas com Esquizofrenia, acerca da assistência do CAPS II de um município da Grande Florianópolis no Estado de Santa Catarina. Método: Estudo de campo, exploratório descritiva de natureza qualitativa. O estudo foi composto por 10 familiares de pessoas com Esquizofrenia, que acompanham e participam das atividades do CAPS II de um município da grande Florianópolis há mais de três meses. O instrumento de coleta de dados foi uma entrevista semiestrutura com questões norteadoras e um questionário sociodemográfico. A análise dos dados foi baseada na análise de conteúdo de Bardin, e os resultados foram interpretados a luz da literatura. Resultados: Foi possível a organização de um conjunto de três categorias: Fragilidades e potencialidades; Percepção e avaliação da assistência do CAPS; A contribuição de cuidados do familiar além da assistência do CAPS. Conclusão: Pode-se concluir que os familiares têm certo nível de percepção da assistência do CAPS, quando os efeitos da assistência são refletidos pelos familiares nas mudanças de comportamento e hábitos dos indivíduos com Esquizofrenia.
Aparece nas coleções:Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC NIVALDO OFICIAL PARA RIUN.pdf
  Until 9999-12-31
Artigo Cientifico - Nivaldo Correia Ferreira187.85 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons