Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/9053
Título: Home-office nas empresas de TI: o conservadorismo como principal barreira
Autor(es): Tavares, Gisele Silveira
Orientador: Mello, Horacio
Tipo de material: Estudo de Caso
Data: 2018
Palavras-chave: Home-office
Teletrabalho
TI
Conservadorismo
Tecnologia da informação
Resumo: A pesquisa empregada neste estudo de caso mostra o conservadorismo que foi identificado em pesquisas recentes sobre o trabalho home-office. Com uma nova pesquisa, será possível descobrir quais são as causas do problema. Vamos analisar e propor ao final, soluções para que seja possível diminuir ou até eliminar o pensamento conservador a respeito do trabalho remoto em casa. Um programa é sugerido e é possível criar uma consultoria interna que seja autossustentável para avaliar a decisão de praticar ou não o home-office com pelo menos a possibilidade de tentar e experimentar. Sendo assim, promovendo que que mais e mais empresas de TI ofereçam este modelo de trabalho aos seus colaboradores como uma opção estratégica também, e não somente para estar atualizado sobre as tecnologias mais atuais, ou ser uma tendência. Por tantos benefícios, ser uma forma de reter colaboradores na empresa, e ter maior produtividade, então vamos estudar sobre este problema no universo das organizações.
Aparece nas coleções:Gestão em Tecnologia da Informação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
GISELE_TAVARES_TCC_FINAL.pdf
  Until 9999-12-31
PDF, HOME-OFFICE NAS EMPRESAS DE TI: O CONSERVADORISMO COMO PRINCIPAL BARREIRA396.39 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons