Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/9159
Título: Mariana e Brumadinho: análise do discurso dos esquecimentos nas narrativas das tragédias ambientais e humanas
Autor(es): Selhorst, Bianca
Orientador: Cardoso, Darlete
Tipo de material: Artigo Científico
Data: 2019
Palavras-chave: Análise do Discurso
Jornalismo
Sentido
Esquecimento
Tragédia
Tipo de acesso: Attribution 3.0 Brazil
Resumo: O presente trabalho analisa as reportagens das tragédias de Mariana e Brumadinho nos jornais Estado de Minas e Folha de S.Paulo, sob a perspectiva da Análise do Discurso (AD) de linha francesa, observando os efeitos de sentidos e os esquecimentos, teoria criada por Michael Pêcheux. São avaliados os efeitos de sentidos que o emprego de termos como tragédia, acidente, desastre e crime produziu na construção das narrativas dos acontecimentos. Percebe-se que, mesmo diante de lugares de fala diferentes, os discursos dos veículos de comunicação analisados se equivalem e trazem entendimentos semelhantes. No escopo teórico da AD são utilizados Pêcheux (1988), Orlandi (2009), Maldidier (2003) e Charaudeau (2009). Já no jornalismo, Lage (2001), em especial, contextualiza o papel do jornalista.
Aparece nas coleções:Jornalismo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC Bianca Selhorst.pdfTexto Mariana e Brumadinho: análise do discurso dos esquecimentos nas narrativas das tragédias ambientais e humanas1.21 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons