Efeito da suplementação de creatina sobre a massa e a força muscular em indivíduos idosos: uma revisão sistemática

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2022
Tipo de documento
Artigo Científico
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Área do conhecimento
Ciências da Saúde
Modalidade de acesso
Acesso aberto
Editora
Autores
Roese, Jady
Silveira, Luiz
Orientador
Campos, Alyne Liziane
Coorientador
Resumo
A creatina é um composto formado pela junção dos aminoácidos arginina, glicina e metionina, a mesma atua sobre o metabolismo, como tamponante, além de ressintetizar o ATP (adenosina trifosfato) degradado que gera energia, em vista de suas funções, sua suplementação vêm demonstrando efeitos positivos em idosos, principalmente, quando aliada ao exercício físico. Isto posto, o presente artigo trata-se de uma revisão sistemática, que objetivou compilar na literatura científica manuscritos que avaliaram o efeito da suplementação de creatina em idosos sarcopênicos. Os critérios de inclusão foram: ensaios clínicos publicados entre 2012 e 2022 que avaliaram o uso da suplementação de creatina em indivíduos idosos sarcopênicos (≥60 anos), sendo aceito estudos que utilizaram também adultos mais velhos (>50 anos), com objetivo de analisar os efeitos sobre a massa muscular e sobre sarcopenia. No fim das buscas nas bases de dados, National Library of Medicine (PubMed) no idioma inglês e na Biblioteca Virtual de Saúde (BVS) português, sete artigos foram elegíveis. A maioria (cinco de sete) artigos evidenciaram resultados positivos quanto à suplementação de creatina no aumento de força e/ou massa muscular e/ou óssea em suas pesquisas, todos eles tiveram parâmetros grupo-placebo para uma melhor comparação, junto com treinamento de força resistida. Conclui-se então, que a suplementação de creatina apresenta efeitos positivos junto ao treinamento de força, entretanto maiores estudos são necessários para uma completa elucidação.

Palavras-chave
old age, elderly, sarcopenia, creatine, idosos, creatina, sarcopenia
Citação
Coleções