Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/13727
Título: Responsabilidade civil por desistência da adoção
Autor(es): Afonso, Camila Cordeiro
Orientador: Bresolin, Camila Gil Marquez
Tipo de material: Monografia
Data: 9-Jun-2021
Palavras-chave: Adoção
Desistência
Responsabilidade civil
Indenização
Dano moral
Modalidade de acesso: Acesso aberto
Resumo: O presente trabalho objetiva analisar se a aplicação da responsabilidade civil, com uma eventual condenação pecuniária aos pretendentes que optam pela desistência da adoção se seria suficiente para suprir o dano causado aos adotandos. Dessa maneira, através de pesquisas bibliográficas foi possível obter uma melhor compreensão acerca dessa temática. Sob este prisma, para que o processo de adoção logre êxito, além do cumprimento de requisitos e condições, é necessária a passagem pelas fases da adoção. Cumpre salientar que, durante estas etapas pode acontecer a desistência por parte dos pretendentes, e caso isso ocorra, pode acarretar em danos psicológicos e emocionais aos adotandos. Ocorre que, não existem medidas mais rígidas aplicáveis em caso de desistência, exceto após o trânsito em julgado da sentença. Contudo, há a possibilidade de aplicação da responsabilização civil, com o pagamento de indenização por dano moral em favor da criança ou do adolescente, portanto, esta poderia ser considerada como uma medida punitiva à quem opta por desistir de adotar, de modo que esta conduta não seja repetitiva ou ainda, serviria como um meio compensatório aos menores pelo dano sofrido. Dessa forma, ainda não há um entendimento doutrinário e jurisprudencial pacíficos pela responsabilização civil dos pretendentes em caso de desistência da adoção.
Aparece nas coleções:Direito

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Monografia - Camila Cordeiro Afonso.pdf898.35 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons