Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/14884
Título: Tecnologia, trabalho e neoliberalismo: a uberização e os direitos dos trabalhadores de aplicativo no Brasil
Autor(es): Santana, Mathias Soares
Orientador: Oliveira, José Marcelo Domingos de
Tipo de material: Monografia
Data: 21-Jun-2021
Palavras-chave: Uberização
Exploração do trabalho
Precarização
Direitos Trabalhistas
Subordinação
Neoliberalismo
Modalidade de acesso: Acesso aberto
Resumo: O presente trabalho busca analisar o processo de uberização no Brasil, com enfoque nos trabalhadores do aplicativo, com o escopo de compreender a precarização do trabalho e a exploração do trabalhador ensejada pelas novas formas de trabalho mediadas pela tecnologia. Partindo de conceitos fundamentais sobre a venda da força de trabalho inauguradas por Karl Marx e perpassando conjuntamente com as análises de Ricardo Antunes sobre a modernização das formas de divisão e exploração do trabalho; o objetivo é perscrutar as entranhas do sistema neoliberal no que concerne à deterioração estrutural de direitos trabalhistas para potencialização do lucro sob as custas da dignidade de vida dos trabalhadores que se veem precarizados, flagelados pelo desemprego, e obrigados a recorrerem cada vez mais às formas alternativas de trabalho. Diante deste problema central, o estudo em voga visa questionar a aplicação das leis protetivas para o caso específico dos trabalhadores de aplicativo, os quais são a expressão máxima do subemprego na sociedade do século XXI, buscando responder à questão de se a legislação trabalhista deve abranger as relações entre tais obreiros cuja subordinação se dá de forma indireta através de aplicativos ou se os mesmos não fazem jus a proteção trabalhista, sob a ótica jurídico-constitucional e dos princípios fundamentais do Direito do Trabalho.
Aparece nas coleções:Direito



Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons