Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/17303
Título: Metodologia de Inspeção e Ensaios para Avaliar as Manifestações Patológicas em Estruturas de Pontes
Autor(es): Santos, Yasmin Lorrainy Silveria dos
Gomes, Luis Henrique de Morais
Ferreira, Daniele Dias
Rosa, Marcela Stéfani Alves
Martins, Matheus Souza
Orientador: França Junior, Davidson de Oliveira
Tipo de material: Artigo Científico
Data: 5-Jul-2021
Palavras-chave: Manifestações Patológicas
Pontes
Metodologia de Inspeção
Ensaios Destrutivos e Não-Destrutivos
Modalidade de acesso: Acesso aberto
Resumo: As pontes são obras de arte especiais em que é imprescindível garantir condições minuciosas de segurança, pois um colapso pode gerar enormes prejuízos econômicos, sociais e ambientais. O concreto armado trata se do principal material construtivo brasileiro, sendo aplicado em obras de pontes e viadutos, caracterizadas pela ligação entre locais antes inacessíveis. Tal material construtivo sofre processos de deterioração ao longo de sua vida útil, que podem advir de falhas nas etapas da concepção no projeto, durante a execução e na fase de utilização. Nesse sentido, essa deterioração representa um elevado risco a sua funcionalidade, favorecem transtornos a seus usuários e podem até levar a ruína da estrutura. Inspeções técnicas são fundamentais para garantir a integridade e a durabilidade da estrutural através de planos de manutenção e recuperação. Portanto, nota-se a importância de que sejam realizados estudos referentes as suas causas e seus possíveis tratamentos. Diante do exposto, este trabalho aborda uma metodologia de inspeção em uma ponte de concreto armado situada na cidade de Cumari, estado de Goiás. Através dos critérios normativos de inspeção em pontes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), foi aplicado a metodologia grau de deterioração de estruturas (GDE) e adaptada neste trabalho para o cálculo de deterioração da estrutura da ponte, avaliada com valor de 1 e considerada como “obra de estado precário”. Além disso, foram realizados “in situ” ensaios destrutivos e não-destrutivos na estrutura, avaliando parâmetros que complementam a identificação das causas e o diagnóstico. Com os resultados obtidos foi recomendado a intervenção imediata para recuperação estrutural.
Aparece nas coleções:Engenharia Civil

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Metodologia de Inspeção e Ensaios para Avaliar as Manifestações Patológicas em Estruturas de Pontes.pdf8.13 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons