Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/3090
Título: Broncoespasmo induzido pelo exercício em adolescentes escolares de 13 e 14 anos no município de Capivari de Baixo – SC: prevalência e fatores associados
Autor(es): Huber, Marcos Paulo
Orientador: Silva, Jane da
Tipo de material: Dissertação
Data: 2012
Palavras-chave: Broncoespasmo
Adolescentes
Exercício
Asma
Modalidade de acesso: Acesso aberto
Resumo: The exercise-induced bronchospasm (EIB) is a clinical syndrome characterized by a temporary and reversible obstruction of airflow, which usually occurs after a period of strenuous and short exercise. This limitation after exercise can become concern in that it excludes or discourages individuals to practice the exercise, either in physical education, sports participation, or in the realization of physical activity in search of health. The EIB in adolescents has been little studied. This knowledge can be helpful for the teacher. Objectives: To estimate the prevalence and evaluate factors associated with exercise-induced bronchospasm (EIB) in adolescents from 13 to 14 years in the city of Capivari de Baixo - SC. Methods: A cross-sectional study in public schools and state Capivari de Baixo - SC, where data were collected on 220 adolescents ages 13 to 14 years in 2011. Measurements were carried prevalence ratio (PR), Chi-square and logistic regression analysis for data analysis. The level of significance was 95%. This study is based on Resolution 196/96 National Health and was approved by the CEP Unisul. Results: The prevalence of EIB was 19.1% (95% CI 14.0 to 24.0). The EIB was significantly associated with asthma (p < 0,0001), PR 3.6 (95% CI 2.17 to 5.97), and Odds Ratio (OR) of 5.8 (95% CI, 2, 75 to 12.45). Age, sex, father with asthma, asthmatic parent, sibling asthma, passive smoking, body mass index (BMI), waist and hip circumference ratio (WHR) were not significantly associated with EIB. Signs and symptoms such as cough and dyspnea showed significant association to the BIE (p< 0.02) and (p < 0.04), respectively. Conclusion: The prevalence of EIB was 19.1%, and asthma was the only factor associated with the BIE. This result, among others, is important for the physical education teacher, alerting him to the perception of cases in class and dosage of exercise intensities.
O Broncoespasmo Induzido pelo Exercício (BIE) é uma síndrome clínica caracterizada por uma obstrução temporária e reversível do fluxo de ar, que geralmente ocorre após um período de exercício físico vigoroso e curto. Esta limitação pós-exercício pode se tornar preocupante na medida em que exclui, ou desmotiva os indivíduos à prática do exercício físico, seja na Educação Física escolar, participação em esportes, seja na realização da atividade física em busca da saúde. O BIE em adolescentes ainda é pouco estudado. Este conhecimento pode ser de grande utilidade para o professor. Objetivos: estimar a prevalência e avaliar fatores associados ao broncoespasmo induzido pelo exercício (BIE) em adolescentes escolares de 13 e 14 anos no município de Capivari de Baixo – SC. Métodos: estudo transversal realizado nas escolas municipais e estaduais de Capivari de Baixo – SC, onde foram coletados dados de 220 adolescentes de 13-14 anos em 2011. Foram realizados medidas de Razão de Prevalência (RP), teste do Qui-quadrado e análise de regressão logística para análise dos dados. O nível de significância adotado foi de 95%. Esse estudo está fundamentado na resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde e foi submetido e aprovado pelo CEP da Unisul. Resultados: a prevalência de BIE foi de 19,1% (IC 95% 14,0-24,0). O BIE foi significativamente associado a asma (p < 0,0001), RP 3,6 (IC 95%; 2,17-5,97), e Odds Ratio (OR) de 5,8 (IC 95%; 2,75-12,45). Idade, sexo, pai asmático, mãe asmática, irmão asmático, tabagismo passivo, índice de massa corporal (IMC), proporção perímetro cintura e quadril (PPCQ) não apresentaram associação significativa com BIE. Sinais e sintomas como tosse e dispneia demonstraram associação significativa ao BIE (p < 0,02) e (p < 0,04), respectivamente. Conclusão: a prevalência de BIE foi de 19,1%, sendo a asma o único fator associado ao BIE. Esse resultado, entre outros, tem importância para o professor de Educação Física, alertando-o para a percepção de casos em classe e na dosagem das intensidades de exercício.
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
104905_Marcos.pdfDissertação Marcos Paulo Huber2.42 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.