Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/3506
Título: A práxis pedagógica do profissional da educação infantil: um estudo pautado na formação docente
Autor(es): Miguel, Vera Lúcia Cardoso Pereira
Orientador: Bollmann, Maria da Graça Nóbrega
Tipo de material: Dissertação
Data: 2004
Palavras-chave: Educação infantil
Criança
Desenvolvimento infantil
Profissional da educação
Relação teoriaprática
Resumo: Teoricamente, lo ideal de la educación és fundamentado en enseñar, cuidar y brincar. El concepto de esas tres acciones vienen siendo repasado en la formaciones de educadores de las crianzas con edad de cero asta seis años. A pesar de la integración en medio de esas concepciones, la práctica de ases profesionales es generalmente basada en el asistencialismo, acondicionando la situación de los mismos en la defensa, en la protección y en la alimentación de las crianzas. Considerando como ser histórico-social que és, la práctica del educador, cuidar y brincar, debe ser integrada com objetivo de promover una formación volteada al ejercicio de la ciudadanía y a la convivencia social, factores estés esenciales para el desenvolvimiento infantil. Relaciónense a este estudo las implicaciones de la teoría en la actuación de los profesionales de la educación infantil, enfatizando la actuación, el conocimiento profundo y crítico de la realidad de la crianza, desenvolviendo un aprendiz hado orientado en las situaciones de cuidados y entretenimientos en conjunto con los alumnos por medio del proceso de la interacción. Debiese no solamente repensar la práctica, como la formación del profesional de la educación infantil diseccionándola para un trabajo del aprendizajes diversificados y significativos que garantían una formación culturalmente valiosa, y también praderosa y saludable a las crianzas. Una vez repensada la práctica reflexiva, crítica y creativa tornase una consecuencia de montante ventajoso a la crianza, a las instituciones de la educación infantil y al propio educador.
Teoricamente, o ideal de educação infantil está fundamentado no educar, cuidar e no brincar. O conceito dessas três ações vem sendo repassado na formação de educadores de crianças de 0 a 6 anos. Embora haja integração entre essas concepções, a prática desses profissionais está geralmente baseada no assistencialismo, condicionando a atuação dos mesmos no abrigo, na proteção, no cuidado e na alimentação da criança. Considerando a criança como ser histórico-social, a prática do educar, cuidar e brincar, deveria ser integrada a fim de promover uma formação voltada ao exercício da cidadania e ao convívio social, fatores estes essenciais para o desenvolvimento infantil. A este estudo relacionam-se as implicações da teoria na atuação dos profissionais da educação infantil, enfatizando a atualização, o conhecimento profundo e crítico da realidade da criança, desenvolvendo um aprendizado orientado em situações de cuidados e brincadeiras em conjunto com os alunos através do processo de interação. Nesta direção faz-se necessário não somente repensar a prática, como a formação do profissional de educação infantil, direcionando-o para um trabalho de aprendizagens diversificadas e significativas, garantindo um desenvolvimento culturalmente rico, além de prazeroso e saudável à criança. Uma vez repensada a prática reflexiva, crítica e criativa torna-se uma conseqüência vantajosa à criança, às instituições de educação infantil e ao próprio educador.
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
70592_Vera.pdfDissertação Vera Lúcia Cardoso Pereira Miguel683.64 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.