Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/7850
Título: Percepção de mulheres tabagistas com relação aos cuidados com a pele facial
Autor(es): Piva, Caroline
Orientador: Müller, Simony Davet
Tipo de material: Artigo Científico
Data: 2019
Palavras-chave: Pele
Tabagismo
Mulheres
Modalidade de acesso: Acesso aberto
Resumo: A cada tragada no cigarro, o tabagista leva mais de 4.700 substâncias tóxicas para dentro do organismo, promovendo doenças e disfunções estéticas dermatológicas, resultantes do envelhecimento precoce extrínseco causada pelo tabaco, que além que fazer mal a saúde influencia na estética da nossa pele. Estudos apontam uma diminuição estatística no consumo do cigarro no Brasil, devido, o aumento da conscientização de seus malefícios em escolas, faculdades, mídias e no verso da embalagem do cigarro. Dentre as capitais, região Sul se manteve estatisticamente, sendo o mais consumista nesta categoria. O trabalho de conclusão do curso teve como objetivo geral a investigação da percepção com cuidados faciais de mulheres tabagistas na região Sul, em relação ao envelhecimento da pele. Obteve-se dados como, o perfil socioeconômico, os fatores associados ao hábito de fumar, e os hábitos com cuidados básicos faciais. A metodologia do estudo foi no formato “snowball”, em que tabagistas indicavam outras mulheres tabagistas da região de Morro da Fumaça/SC até o encerramento do prazo estipulado. Participaram tabagistas com as características dos critérios de inclusão e assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Quanto ao nível da pesquisa é descritiva, a forma de abordagem quantitativa e seu procedimento de levantamento. Após as considerações éticas, o procedimento de coleta de dados se deu através de entrevista aos participantes. Os resultados foram registrados no programa Excel e analisados no programa IBM SPSS Statistics. Foram entrevistados n=59 mulheres tabagistas da cidade de Morro da Fumaça, maioria com, idade entre 31 e 50 anos, cor branca, estado civil casada, renda familiar de 2 a 5 salários mínimos, escolaridade de ensino fundamental, residindo com o cônjuge e os filhos. Sobre os hábitos cotidianos de mulheres tabagistas os resultados apontavam maioria, estarem com o tempo de uso do tabaco de 0,5 á 5 anos, possuírem familiares tabagistas, iniciarem o consumo do cigarro por influência, não terem utilizado métodos para o desuso do cigarro, não obterem doença consequentes do tabagismo, possuírem cuidados diários somente de limpeza facial, uso de proteção solar esporadicamente e obterem conhecimento de que o cigarro acelera o envelhecimento da pele. De acordo com a análise dos questionários aplicados em mulheres tabagistas, considerou-se que as entrevistadas possuíam poucos cuidados com a pele e foto proteção a frequência de aplicação esporádica.
Aparece nas coleções:Estética e Cosmética

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC (Caroline Piva).pdfArtigo Científico - Caroline Piva500.03 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons